Papa Francisco celebra Missa na Casa Santa Marta / Foto: L'Osservatore Romano

Papa Francisco celebra Missa na Casa Santa Marta / Foto: L’Osservatore Romano

A fé vence sempre, porque transforma em vitória também a derrota, mas não é algo “mágico”, é uma relação pessoal com Deus que não se aprende nos livros, é um dom de Deus a pedir. Essa foi, em síntese, a homilia do Papa Francisco na Missa celebrada nesta quinta-feira, 14, na Casa Santa Marta.

A homilia do Papa foi inspirada no trecho do Livro de Samuel que narra a derrota do Povo de Deus, vencido pelos filisteus. É um massacre enorme, o povo perde tudo, inclusive a dignidade. “O que levou a esta derrota?”, perguntou o Papa, respondendo: “o povo lentamente havia se afastado do Senhor e vivia de modo mundano, com os ídolos que possuía”. O povo usa até mesmo a Arca de Deus para vencer a batalha, mas como se fosse uma coisa “um pouco mágica”.

“Na Arca – lembra o Papa – havia a Lei, a Lei que eles não respeitavam e da qual haviam se afastado. Não havia mais uma relação pessoal com o Senhor! Eles tinham se esquecido que Deus os havia salvado. E assim, são derrotados”, comentou o Pontífice.

Já o Evangelho de hoje fala de uma vitória: a passagem em que Jesus curou um leproso que lhe pediu a cura. O leproso disse que era um perdido na vida, mas que Jesus podia transformar essa derrota em vitória. Então Jesus teve compaixão e o purificou. “Assim, simplesmente: esta batalha terminou em dois minutos com a vitória. A outra, toda a jornada, com a derrota. Aquele homem tinha algo que o levou a ir a Jesus e lançar aquele desafio. Ele tinha fé!”.

“A fé é vitória. A fé. Como este homem: ‘Se você quiser, pode fazê-lo’. Os derrotados da primeira leitura rezavam a Deus, carregavam a Arca, mas não tinham fé, tinham-na esquecido. O outro tinha fé e quando você pede com fé, o próprio Jesus nos disse que se movem as montanhas. Nós somos capazes de mover uma montanha de um lado para outro: a fé é capaz disso. Jesus mesmo disse: ‘Tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, vos será dado. Pedi e recebereis; batei e vos será aberto’. Mas com fé. E esta é a nossa vitória”.

Francisco concluiu a homilia pedindo a graça de que a oração tenha sempre a raiz da fé, que é um dom, não se aprende nos livros. “É um dom que o Senhor lhe dá, mas basta pedi-la: ‘Dá-me a fé!’. ‘Creio, Senhor ‘, disse aquele homem que pedia a Jesus para que curasse o seu filho: Peço Senhor, ajuda a minha pouca fé’. A oração com fé e é curado…Peçamos ao Senhor a graça de rezar com fé, para ter certeza de que tudo o que pedimos a Ele será dado, com a confiança que nos dá a fé. E esta é a nossa vitória: a nossa fé”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *