54ª Assembleia Geral da CNBB - Coletiva de abertura (crédito Ivan Simas)

Aprofundar o papel dos leigos e leigas será prioridade central da Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) que começa nesta quarta-feira (06), em Aparecida (SP). Com o tema “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade – Sal da terra e luz do mundo”, o encontro anual da entidade deve reunir mais de 300 bispos entre os dias 06 e 15 de abril para discutir ações que repercutirão em toda a Igreja do Brasil.

Na tarde desta terça-feira (05), o secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, recebeu a imprensa para esclarecer o tema central e outros assuntos que estarão na pauta dos bispos durante a Assembleia.

Dom Leonardo apresentou os temas prioritários previstos desde o ano passado, entre eles, a “Liturgia na Vida da Igreja”, a 14ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos e a “Exortação da Família”, a conjuntura político-social, a mensagem “Pensando o Brasil”, a migração religiosa e as mudanças do quadro religioso no país e o dízimo.

“A finalidade primeira da nossa Assembleia Geral é unir os bispos; um sinal de comunhão e ao mesmo tempo também sinal de colegialidade. Os bispos reunidos representando as Igrejas particulares desejam refletir a realidade atual e como anunciar o Evangelho nesse momento. É um momento de discussão, reflexão, estudo, oração e partilha e é isso que caracteriza a Assembleia Geral”, destacou o secretário lembrando que o encontro anual é uma oportunidade ímpar para renovar a vida fraterna dos bispos.

Sobre a missão dos cristãos leigos e leigas, o secretário destacou o desejo de que haja maior envolvimento dos mesmos nos diversos setores da sociedade, enfatizando a participação nas questões políticas do país.

“É um tema muito importante. A Assembleia Geral passada refletiu a ‘Comunidade de Comunidades’, essa Igreja viva que aparece nas comunidades, e agora nós desejamos refletir o papel do leigo ou o ministério do leigo dentro da Igreja”, afirmou. “Claro que não se restringe a vida interna da Igreja. O leigo está presente no mundo da cultura, o leigo está presente no mundo da sociedade real e concreta, no mundo da política, ali estão os leigos e leigas. Como anunciar o Reino de Deus nessas realidades tão ricas e diversificadas em que nós vivemos aqui no Brasil. Então será um tema muito importante”, pontuou dom Leonardo.

O bispo recordou que o texto ‘Estudo 107’ da CNBB já foi discutido nas duas últimas assembleias e retorna agora para emendas, correções e aprovação, para posteriormente ser publicado como Documento da entidade.

54ª Assembleia Geral da CNBB

Veja abaixo a coletiva na íntegra:

Comments are closed.