Site analisa e aprofunda as reflexões do Papa na Laudato sì, a encíclica “verde” de seu pontificado

Site da encíclica está disponível em quatro idiomas / Foto: Reprodução

Site da encíclica está disponível em quatro idiomas / Foto: Reprodução

Há um ano da publicação da encíclica do Papa Francisco sobre meio ambiente – Laudato sì, sobre o cuidado da casa comum – o Pontifício Conselho da Justiça e da Paz abriu o site www.laudatosi.va, que analisa e aprofunda o conteúdo do documento.

O anúncio foi feito pelo próprio presidente do Conselho, o Cardeal Peter Turkson, durante um congresso em Roma para celebrar o primeiro aniversário da encíclica.

O site apresenta documentos que oferecem exemplos de sua aplicação e transmissão, contando as boas práticas que, à luz da Encíclica, são encorajadas e que dão a ideia do acolhimento que o documento teve no mundo, inclusive fora do meio eclesial. O material estará disponível em quatro lidiomas: italiano, inglês, francês e espanhol.

Recordando que o compromisso com a proteção da criação é comum ao Papa e ao Patriarca Ecumênico Bartolomeu, o Arquimandrita Athenagoras Fasiolo, presente no congresso, recordou a visita dos dois líderes religiosos à ilha de Lesbos, na Grécia, “onde a salvaguarda da criação mostrou-se intrinsecamente ligada à salvação espiritual e à dignidade humana de todo ser que sofre pela crueza e a alienação do homem sobre o homem”.

A encíclica Laudato sì foi publicada no dia 18 de junho de 2015 e convida a uma verdadeira conversão ambiental, um processo de conscientização sobre a necessidade de cuidar do Planeta Terra, casa comum a toda a humanidade.

“O urgente desafio de proteger a nossa casa comum inclui a preocupação de unir toda a família humana na busca de um desenvolvimento sustentável e integral, pois sabemos que as coisas podem mudar. O Criador não nos abandona, nunca recua no seu projeto de amor, nem Se arrepende de nos ter criado. A humanidade possui ainda a capacidade de colaborar na construção da nossa casa comum”, escreve Francisco no documento.

Acesse
.: Íntegra da encíclica Laudato sì

Comments are closed.