Santuário da Esperança - Fazenda Esperança

A Igreja de Frei Galvão e Santa Crescência, localizada na Fazenda São Libório, em Guaratinguetá, interior de São Paulo, será instituída através do Decreto Diocesano, como Santuário da Esperança, no dia 30 de janeiro.

A missa será presidida pelo Cardeal Arcebispo de Aparecida, Dom Raymundo Damasceno Assis, que também fará a abertura da Porta Santa , além da inauguração do Espaço do Peregrino Irmã Odete. A cerimônia contará com a presença do fundador da Fazenda Esperança, Frei Hans Stapel.

Esta unidade que em 2007 recebeu a visita do papa emérito Bento XVI, é referência no trabalho desenvolvido pela Fazenda da Esperança em todo mundo. Desde então, várias caravanas que visitam os centros religiosos da região se estendem à comunidade para conhecê-la.

Porta Santa – Seguindo a proposta do ano da Misericórdia, neste dia na igreja Frei Galvão e Santa Crescência, será aberta a Porta Santa, uma oportunidade para que os peregrinos em sua visita ao Santuário da Esperança possam aprofundar seu relacionamento com Deus.

Fazenda da Esperança – Comunidades terapêuticas, com mais de 30 anos de experiência, que acolhem homens e mulheres que buscam sair da dependência das drogas e do álcool.

Hoje está presente em 17 países, só no Brasil são 80 unidades, países como Alemanha, Filipinas, Moçambique, Angola, México, Argentina, Uruguai, Paraguai, Colômbia, Rússia, Suíça, Itália são alguns países que a Fazenda desenvolve seu trabalho.

A Família da Esperança recebeu o reconhecimento do carisma da Esperança em maio de 2010. O encontro com o carisma da Esperança acontece através das experiências que os recuperandos vivem e compartilham, assim é possível conhecer os frutos dessa obra de Deus.

Este carisma recebeu inspiração de dois outros da Igreja Católica, a Pobreza de São Francisco de Assis e da Unidade do Movimento dos Focolares. Em todos esses anos de trabalho a Fazenda ajudou milhares de jovens no mundo inteiro a se libertarem da dependência da droga.

Seu carisma motiva os recuperandos a se transformarem em “homens novos” e “mulheres novas” e, portanto, a assumirem a missão de “levar a Esperança, Jesus Cristo, ao maior número de jovens do mundo inteiro”, segundo o papa emérito Bento XVI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *