A atividade penitencial começará no dia 4 de março, com missa presidida pelo papa Francisco

No contexto da celebração do Jubileu Extraordinário da Misericórdia, o Vaticano propõe a realização do evento “24 horas para o Senhor”. A atividade ocorrerá dias 4 e 5 de março, dentro do período da Quaresma. Em todo o mundo, igrejas abrirão as portas, durante o dia todo, para atendimento de confissões.

No Vaticano, o papa Francisco presidirá celebração penitencial, na sexta-feira 4 de março, na Basílica de São Pedro, às 17h (hora local), abrindo oficialmente o evento “24 horas para o Senhor”.

Na mensagem para a Quaresma 2016, o papa desejou que a atividade fosse realizada novamente e destacou que esse período torna-se propício à conversão e aproximação da misericórdia divina.

“Na Bula de proclamação do Jubileu, fiz o convite para que ‘a Quaresma deste Ano Jubilar seja vivida mais intensamente como tempo forte para celebrar e experimentar a misericórdia de Deus’. Com o apelo à escuta da Palavra de Deus e à iniciativa ’24 horas para o Senhor’, quis sublinhar a primazia da escuta orante da Palavra, especialmente a palavra profética. Com efeito, a misericórdia de Deus é um anúncio ao mundo; mas cada cristão é chamado a fazer pessoalmente experiência de tal anúncio”, disse Francisco.

Na reflexão, papa lembrou, também, que a Quaresma é tempo para a prática das obras de misericórdia. “O Ano Jubilar é um tempo favorável para todos poderem, finalmente, sair da própria alienação existencial, graças à escuta da Palavra e às obras de misericórdia. Se, por meio das obras corporais, tocamos a carne de Cristo nos irmãos e irmãs necessitados de ser nutridos, vestidos, alojados, visitados, as obras espirituais tocam mais diretamente o nosso ser de pecadores: aconselhar, ensinar, perdoar, admoestar, rezar”, escreveu.

CNBB com informações da Rádio Vaticano.

Comments are closed.