A iniciativa permite a cooperação entre a Juventude Missionária do Brasil e as Irmãs da Congregação de Jesus Menino Pobre, na Indonésia

Da redação, com Pontifícias Obras Missionárias

A Juventude Missionária (JM) do Brasil assumiu um compromisso de cooperação missionária material e espiritual com a Indonésia, por meio do Projeto Corrente Solidária.

A iniciativa permite os jovens brasileiros ajudem as Irmãs da Congregação de Jesus Menino Pobre que trabalham na Vila Maulo’o, Indonésia. As religiosas possuem uma escola que atende crianças em situação de pobreza, sem condições financeiras para estudar nas escolas tradicionais. Geralmente são crianças órfãs e filhos de agricultores e pescadores e que trabalham como catadores de lixo.

Por meio da Corrente Solidária, a Juventude Missionária é convidada a ajudar a Igreja local a crescer na abertura à missão além-fronteiras. Essa atividade missionária, faz com que todas as Igrejas locais com JM contribuam para a compra de uniformes e materiais escolares de 60 crianças na Indonésia.

“O projeto não deseja somente promover uma campanha de arrecadação de fundos, mas também fazer com que os grupos criem ações solidárias e ações missionárias nas suas comunidades e paróquias”, comenta Guilherme Cavalli, secretário nacional da Propagação da Fé e um dos responsáveis pelo projeto.  “Desejamos promover uma cooperação missionária material e espiritual entre a JM do Brasil e a Indonésia, por meio de doações em dinheiro e orações diárias, fruto do sacrifício do jovem que vive o compromisso de ser Igreja Samaritana”, completou.

Como participar?

O local de promoção dessa campanha será os grupos de base da Juventude Missionária. Cada membro de um grupo, em todo o Brasil, participará e envolverá outras pessoas da sua comunidade, de qualquer idade. O jovem missionário irá se comprometer a doar uma quantia em dinheiro e rezar pelas crianças do Projeto. Depois, buscará outras cinco pessoas para participar da corrente. Cada colaborador que fazer parte dessa corrente também se comprometerá a doar uma quantia em dinheiro e rezar. Os valores doados serão espontâneos. O doador se compromete a encontrar outra pessoa para participar formando uma Corrente Solidária, em que cada doador busca outro doador. Os coordenadores de grupos ficarão responsáveis por coordenar a ação que se encerrará em outubro, Mês das Missões. A coordenação das Pontifícias Obras Missionárias enviará o dinheiro à Indonésia.

Comments are closed.