O milagre atribuído à beata aconteceu no Brasil, após cura de grave doença cerebral

O Vaticano comunicou hoje, 15, a decisão do papa Francisco em canonizar madre Teresa de Calcutá, no dia 4 de setembro. A informação ocorreu durante abertura do Consistório, mas sem o local da celebração, que poderá ser realizada no Vaticano ou na Índia.

Também serão canonizados outros quatro beatos: Estanislau de Jesus Maria (João Papczyński) e Maria Elisabeth Hesselblad, em 5 de junho, e José Sánchez Del Río e José Gabriel Del Rosario Brochero , no dia 16 de outubro.

Milagre no Brasil 

O processo de avaliação do milagre atribuído à madre Teresa foi concluído em julho deste ano. O fato ocorreu no Brasil, após cura inexplicável de um homem, morador de Santos (SP), em meados de 2008. Na época, ele tinha 35 anos e sofria de grave doença cerebral. Após pedir a intercessão da beata, teve recuperação imediata.

Madre Teresa nasceu em 1910 em Skopje, território albanês, atualmente capital da Macedônia, e morreu em 1997 em Calcutá, na Índia. Anjezë Gonxhe Bojaxhiu, nome de batismo da beata, recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 1979 por sua atuação missionária. É considerada a missionária do século XX, sendo fundadora da congregação “Missionárias da Caridade”. Em sua trajetória, atuou na defesa do controle de natalidade e posições contrárias o aborto e da contracepção.

CNBB com informações da Rádio Vaticano.

Comments are closed.