Homilia de hoje: Não vai faltar nada, na sua casa, quando você souber repartir o que tem com os outros. Reparta seu pão, reparta seu peixe, reparta o seu sapato!

“Tenho compaixão da multidão, porque já faz três dias que está comigo, e nada tem para comer”(Mt 15,32a).

Jesus se preocupa conosco, se preocupa com cada um de nós. E diferentemente do que possamos imaginar, Ele não se preocupa só com nosso espírito, com a nossa alma; é verdade que o Senhor nos quer bem por inteiro. Ele nos quer bem e realizados. Quer que tenhamos uma vida plena no sentido mais profundo da palavra, ou seja, corpo, alma e espírito. Por isso, Cristo cuida do nosso psicológico e quer que a nossa mente esteja bem alimentada e bem cuidada. O Senhor cuida do nosso coração e quer que tenhamos sentimentos bons e puros.

O Senhor quer também que estejamos bem em nosso físico e sejamos bem alimentados e saciados. A fome do mundo é a dor do Coração de Deus. É verdade que o mundo tem fome não somente da Palavra de Deus, mas também tem fome de alimento. As pessoas passam fome, passam necessidades, e desculpe-me: que bom que você tem seu pão de cada dia, que bom que você trabalha e consegue manter a sua casa e a sua família! Mas não se esqueça dos pobres! Não se esqueça de repartir o seu pão com aqueles que não têm nada para comer; e também não têm a prática antiga de dar o que sobra. A prática evangélica nos ensina a multiplicar tudo o que temos para podermos dividir com aqueles que não têm nada.

A graça que Jesus operou ao multiplicar os pães e os peixes e saciar a muitos, digo a você, ao repartir o que possui: não vai faltar, na sua casa, quando você souber repartir o que tem com os outros. Reparta seu pão, reparta seu peixe, reparta o seu sapato!

Quanta gente cansada, quanta gente acumulando coisas! Uma situação triste é abrir os armários e ter roupas que ninguém sabe quem vai usar, ter uma quantidade de sapatos que ninguém sabe quem vai usá-los, quando um ser humano tem apenas dois pés. Muitas pessoas continuam descalças, continuam sem ter o que vestir, e nós, muitas vezes, acumulamos.

O Deus que nos dá a graça de repartir o que temos, nos ensina que é preciso dividir e repartir aquilo que está conosco. A graça de Deus será abundante em nossa vida quanto mais tivermos a graça de saber repartir e dividir o que temos.

 

Comments are closed.